domingo, 20 de maio de 2012

Carência


O problema de ser carente é que você fica mais susceptível a fazer escolhas ruins. Amigos, casos, namoros... você se sente tão incomodado de estar em sua própria presença, que qualquer sorriso falso, proximidade interessada, um sexo mais atencioso... tudo se torna satisfatório. Por um tempo. Depois você vai querer mais, mais e mais, e vai começar a ver que aquilo era tudo ilusão. Tudo que é falso, um dia se torna insuportável.
Acredito que não existem os termos ‘eu quase te amo’, ou ‘um pouco de amizade’, ou ‘eu confio um pouco’ e por aí vai. Ou você ama, ou não ama. Ou você confia, ou não confia. Ou você é amigo ou não. Não aceito meio termo na minha vida. Fico bem se estou sozinha em casa, assistindo filme ou até mesmo num barzinho. Já fiz isso muitas vezes. É quando estou sozinha que penso melhor, escrevo, me conheço mais a cada dia.
Acredito que se você não se sente bem com sua própria presença, não pode exigir que as outras pessoas se sintam. Você se torna dependente e insuportável. Se nem os pais toleram filhos dependentes a vida inteira, imaginem desconhecidos? Pense nisso. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário