sábado, 26 de novembro de 2016

Não se culpe: recaídas são normais!


É muito fácil dizer-se forte todo o tempo todo. Mas, principalmente quando estamos em estágio de mudança, descoberta, autoconhecimento... não é incomum ter recaídas. No meu caso, agir por impulso, precipitação... E depois sempre vem a verdade e o arrependimento. Não se sinta em culpa: faz parte do processo.

Nenhuma mudança acontece da noite para o dia. Imagina mudar 29 anos em 1ano e meio? Hábitos, crenças, falsas verdades que estão dentro de nós desde a infância e que foram repetidas tantas vezes que no final, acreditamos... Não é simples.
Quanto melhor você se sente, mais provações vão aparecer. Quanto mais feliz você se sentir, mais pessoas infelizes vão tentar te prejudicar, atrapalhar, julgar. E se você absorve isso, vai se igualar a elas e reagir sem pensar, dando-lhes o que elas tanto desejaram.
Vou te dizer por experiência própria: quando for provocada, não reaja de imediato. Esta é a reação que provocador deseja. Assim, você estará no mesmo nível dele, no qual ele tem mais experiência, perderá o equilíbrio e reagirá da forma que ele espera. Que, obviamente, não é boa.
Quem não se sente completo, quem não é feliz, muitas vezes se fecha em um mundo de depressão e tristeza. Outros tentam passar sua amargura para que as pessoas que estão felizes se sintam como elas. Nenhum dos dois casos merece raiva. São casos que precisam de tratamento.
Depois de reagir como as pessoas que citei acima esperava, me sentei e lembrei de todo trajeto que venho fazendo há quase dois anos. Lembrei de todas as palavras que li, os ensinamentos que venho assimilando, as coisas que aprendi sobre mim mesma na terapia, na yoga, e me coloquei a meditar. Já faço isso diariamente, mas me dediquei com mais afinco. Não pedi nada. Só agradeci. O que se diz é: quando você percebe o erro é sinal de que você está acordando.
Senti paz. Passei os problemas para quem tinha que resolver, e meditei mais. Agradeci por estar acordando, agradeci por estar alerta. Agradeci por ter saúde mental para passar por tudo aquilo. E, então, as coisas começaram a ficar claras e a se resolver sozinhas. E a minha fé só aumentou.
Não se vingue, não seja rancorosa, não magoe quem te magoou. Cada um é responsável pelo seu próprio karma. Seja bom, pacífico, amoroso. Não só externamente. Tem que vir de dentro. Tem que ser sincero. Trabalhe isso e virará, aos poucos, uma coisa natural. Seja um ser humano melhor. Não deixe que a amargura do mundo influencie o seu caráter. É um trabalho de uma vida inteira.
O mundo já está repleto de amargura. Seja doce. Seja bom. Seja o que você quer que as pessoas sejam com você. Quem não for bom vai se afastar. Quem for bom, vai ficar. Isso não quer dizer que você não encontrará pessoas difíceis e maldosas. Mas, pouco a pouco, saberá lidar melhor com elas.  

Você é responsável pelo seu karma. Assim como as outras pessoas são responsáveis pelo delas. Não absorva. Seja forte. E nem a maior tempestade do mundo poderá te derrubar.

Namastê




Nenhum comentário:

Postar um comentário