sábado, 27 de janeiro de 2018

Pare de reclamar do que está atraindo e observe o que está emanando!

Essa onda de vitimização é meio (meio?) cansativa. O dia inteiro eu ouço as pessoas dizendo que a culpa é de alguém: a culpa é dos pais, a culpa é do vizinho, a culpa é do amigo, a culpa é do irmão, a culpa é do sistema, a culpa é da escola... Coitadinho de você, não é? O mundo inteiro parado para conspirar contra você.
É muito egoísmo imaginar que toda a criação do Universo seria desperdiçada com coisas ruins. Acredito, e sou testemunha, de que a responsabilidade pelo que acontece a nossa volta é nossa, sendo apenas resposta a como estamos por dentro, e do que emitimos. Preste a atenção: as pessoas são responsáveis pelo que fazem e dizem, e nós somos responsáveis pelo modo como reagimos a essas coisas. É sempre escolha nossa!
Se alguém me xinga, por exemplo: se não sou aquilo que ele diz, porque vou me ofender? E se eu sou aquilo que ele diz, se aquilo é verdade, porque vou me ofender? Lembro da época de escola, em que as crianças brigavam por uma xingar a mãe da outra. As reações, geralmente, iam para agressões físicas. Agora, preste a atenção: a criança, com sentimentos ainda em desenvolvimento, se ofendeu com uma inverdade, justamente porque ela ainda estava em desenvolvimento, imatura. Se você está lendo este texto, você não é mais criança, acredito. Então pare de agir como uma.
Estou sendo dura? Sim, estou. Mas se você age como criança, precisa ser tratado como criança. E se, durante todos os anos, antes de hoje, você não aprendeu de forma delicada, vamos mudar um pouco o método. 

Eu aprendi depois dos 27, com os baques da vida. E como todo adolescente que demorou de crescer, não aprendi com carinho, como me foi ofertado no seio da família. Mas garanto a você: cada uma dessas experiências me ajudou a ser a pessoa feliz e completa que sou hoje. Só assim, pude me tornar esta mulher corajosa, que compartilha histórias de vida, muitas vezes muito intimas, com vocês. Se preferirem aprender pelo amor, porque isso que estou escrevendo para vocês é com muito amor, será melhor. Mas se precisar de força, severidade, também estarei aqui.

Muito obrigada!
Namastê

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Faça a escolha certa, independente do julgamento dos outros

Quando você está em paz, ciente de que fez a escolha certa, nada pode te abalar. Mesmo o julgamento das pessoas. E hoje, mais uma vez, tive essa prova. No trabalho, uma colega deixou de falar comigo porque não fiz o que ela pediu, que ia de encontro às normas de empresa.
Não houve discussão, afinal, qual seria o argumento? “você tem que fazer a coisa errada porque eu quero?” (risos)
Anteriormente, houveram comparações com a funcionária que ocupava esse cargo anteriormente. Não funcionou. Chantagem emocional. Não funcionou. Alterar a voz. Também não funcionou. Criar intriga com os demais colegas. Não funcionou.
É claro que não é agradável ter uma pessoa que não fala mais com você. (Parece a pré-escola, mas não é kkkkk) Mas, isso não pode nos fazer reféns de quem quer que seja. Entenda que a pessoa não está com raiva de mim, mas dela mesma porque não conseguiu me manipular. Simples assim.
 Ame e respeite a todos, seja honesto e responsável. Se o outro não for assim, é responsabilidade dele e não sua. Não mude sua essência por ninguém. Mesmo que seja julgado.
Quanto ao meu trabalho, meu sorriso e calma continuam sendo os mesmos. Não tenho raiva de ninguém. Tenho a consciência tranquila. E sigo meu caminho. Ninguém, além de você, tem o poder de tirar sua paz.
Muito obrigada
Namaste