sábado, 26 de agosto de 2017

Não se assuste: as pessoas realmente se interessam por você!


Presto serviço em um restaurante e, como tenho contato com os clientes na entrada e na saída, sinto a obrigação de ser um bom cartão de visita e escutá-los. Na entrada, sempre cumprimento com “boa tarde” ou “boa noite” e “seja bem, vindo (a)”,  “além de desejar “bom apetite”. Na saída, enquanto concluo o atendimento, pergunto como foi a refeição e agradeço.
Por incrível que pareça, sempre me deparo com reações engraçadas: alguns ficam surpresos,  outros ignoram, e alguns questionam. Por exemplo, neste sábado um cliente que sempre vai no mesmo horário, ficou me observando atender os demais. Quando chegou a vez dele, me questionou:
- Você fala isso com todo mundo?
- Sim, dou atenção a todos. Vocês merecem!
-Já vai no automático, não é?
- Não. Eu realmente me interesso por vocês. – respondi sorrindo.
- Então você pergunta como estava a comida pra fofocar pra seu patrão, não é?
- Não – continuei sorrindo – é ele quem prepara sua refeição. Mas é importante pra nós sabermos se vocês foram bem atendidos, se estão satisfeitos... Assim, corrigimos os possíveis erros e melhoramos pra vocês.
Então, vi que o rosto dele tinha uma expressão de descrença. Lembrei que, em nossa penúltima conversa, ele pediu informação sobre um instituto que eu não sabia que existia.
- O senhor encontrou o instituto que estava procurando na ultima semana?
Surpreso, e agora com um sorriso no rosto, ele respondeu:
- Encontrei sim. Muito obrigada por perguntar.

Parece uma conversa bem boba. Mas não é. Quantas vezes recebemos um presente e dizemos “não precisava”, ou ganhamos um elogio, uma promoção ou um flerte e dizemos que não merecemos ou acreditamos que a pessoa do outro lado pode estar com alguma segunda intenção, simplesmente porque, no fundo, acreditamos que o outro é superior. Mesmo que este pensamento não seja a nível consciente.
As pessoas andam correndo tanto, o tempo parece cada vez mais curto. E nesta sensação de que o tempo está curto, vamos cortando coisas, aparentemente pequenas. Acreditando que, assim, ganhamos tempo. Realmente, não é comum ser atendido com atenção. A maioria das empresas prezam por quantidade de atendimento e não a qualidade dos mesmos.  Porém, olhe que interessante: todos os clientes que são bem tratados, muitas vezes relevam alguma falha do estabelecimento e sempre retornam, lembram de quem os atendeu e fala bem para as outras pessoas.
Seu vizinho, seu companheiro, seu cliente, seu colega de trabalho... qualquer um, que se sinta tratado como merece, vai dar o mesmo retorno a você. Ambas as partes notarão que merecem o melhor e ficarão alegres e mais seletivos. Se analisarmos profundamente, todos saem no lucro.

Então, não esqueça: você merece ser muito, muito bem tratado. Você é muito especial! Quando alguém te saudar, responda. Quando te elogiarem, agradeça. Você merece! Quando for presenteado, também. Em algum momento você vai perceber que, se todos estão te tratando desta forma, algum motivo tem. E verá que tenho razão.

Namastê
Muito Obrigada

Nenhum comentário:

Postar um comentário